Finanças

Antecipação de recebíveis: entenda como ele funciona

Por Cashforce • 30 de outubro de 2020

O que você sabe sobre antecipação de recebíveis? Essa forma é uma ótima opção quando o negócio está precisando de um capital de giro. 

Porém, como todo recurso financeiro, a antecipação também precisa de um planejamento antes de pensar na possibilidade. Pois essa operação está ligada diretamente ao fluxo de caixa.

Neste conteúdo, explicaremos tudo sobre a funcionalidade da antecipação de recebíveis de maneira simples e didática.

A antecipação pode ser um grande aliado do seu negócio, sendo feito de maneira correta para não prejudicar o futuro da empresa.

O que é antecipação de recebíveis?

Em resumo, a antecipação de recebíveis é um recurso que permite o adiantamento de valores que viriam meses a frente.

Ou seja, por meio de uma operação, é possível receber dinheiro referente a vendas que foram feitas em parcelas, com duplicatas, cheques ou carnês antes da cobrança chegar no cliente.

Esses valores relacionados a operações de compra e venda, são embolsados pela empresa de uma vez só. Porém, essa é uma alternativa de curto prazo, caso precise de capital de giro, por exemplo. 

Dessa forma, evita-se que atrase os seus pagamentos e também o acúmulo de dívidas que poderiam virar uma bola de neve.

Por exemplo, você tem uma fábrica de sapatos e consegue fazer uma grande venda. O comprador pediu para fazer o pagamento em 5 parcelas, sendo a primeira para 45 dias. 

Dependendo da situação financeira, esse primeiro pagamento que está previsto, pode atrasar algumas de suas contas, pois a empresa teria menos capital de giro.

Desta maneira, é possível recorrer a antecipação de recebíveis para receber todo esse valor parcelado. 

Esse dinheiro, pode ser usado para obter capital de giro da empresa, compra de matéria prima para próximos pedidos e pagamentos de contas.

Essa é a melhor saída, pois a empresa recebe seu próprio dinheiro, porém em um período menor que o do parcelamento. Além disso, os juros cobrados pela antecipação de recebíveis é menor que os de um empréstimo, por exemplo.

Essa é uma das maiores vantagens da antecipação de recebíveis, as taxas de juros menores que a de um empréstimo. Além disso, a antecipação costuma ser mais fácil de contratar. Ainda mais para micro e pequenos empreendedores.

Como fazer uma antecipação de recebíveis?

O primeiro passo para fazer uma antecipação de recebíveis é escolher uma empresa de factoring, fintechs, bancos ou qualquer instituição financeira que realize essa operação. 

Nesse processo de escolha, a empresa deve analisar as taxas de juros ou taxas por transação oferecidas entre as empresas pesquisadas.

Além disso, é preciso se atentar no prazo de entrega do dinheiro. Além de procurar formas mais seguras de executar a transação.

Esta etapa é importante para que não haja divergências entre a empresa escolhida e a sua empresa. O intuito das duplicatas é receber o valor o valor rapidamente.

Provavelmente, a instituição financeira que realizará a antecipação, pedirá uma série de documentos referentes ao faturamento da empresa, aos sócios proprietários e outros pontos. 

É a partir dessas informações que a instituição financeira irá avaliar se é possível ou não fazer a antecipação de recebíveis, de acordo com o histórico da corporação.

Dessa maneira, algo que é importante antes de começar a pesquisa sobre antecipação de recebíveis é se a empresa está com todas as suas obrigações em dia.

Um histórico que transmite credibilidade e segurança para essas instituições financeiras, é imprescindível para a liberar a antecipação de recebíveis.

Antecipação de recebíveis na Cashforce

Na Cashforce, por exemplo, você encontra uma plataforma com acesso a uma variedade grande de financiadores com mais de diversos perfis de operação de crédito. 

Além do mais, existe a possibilidade de garantir o fim da dependência do mercado bancário. Tanto para a tomada de crédito, quanto para a solução para os problemas de desconto de crédito.

A plataforma tem uma relação de transparência entre fornecedores, compradores e financiadores, evitando qualquer tipo de stress entre as partes.

A maior recomendação é que, caso tenha alguma dúvida em relação a operação, entre em contato com um especialista da instituição financeira escolhida.

Dessa maneira, é possível entender como funciona a antecipação de recebíveis de acordo com o que a empresa precisa.

Além disso, desenvolver um bom relacionamento com a instituição financeira fica sendo bem melhor em diversas operações.

Para que seja possível fazer uma antecipação de recebíveis e se é o melhor momento para fazer, é preciso entrar em contato com alguns setores de sua empresa que são:

  • Coordenador contábil fiscal;
  • Gerente de planejamento financeiro/controladoria
  • Coordenador de tesouraria/financeiro;
  • Gerente ou coordenador de finanças corporativas.

Esses responsáveis podem saber a hora certa de fazer uma antecipação de recebíveis, já que eles estão sempre a par do dinheiro que entra e sai da empresa.

Antecipação de boleto bancário

Um boleto bancário, geralmente, é antecipado pelo órgão emissor. Ou seja, se você emite um boleto através do banco Caixa, por exemplo, é possível fazer a antecipação nesta mesma instituição financeira.

Fazer a antecipação em bancos diferentes também é possível. Por exemplo, emitiu-se o boleto pela Caixa, mas quer fazer a antecipação através do Banco Bradesco, nesse caso, é necessário emitir uma duplicata.

A duplicata é um documento necessário para comprovar uma dívida. Este tipo documento é emitido de acordo com os requisitos incluídos na Lei da duplicata. Esta lei obriga que tenha no documento as seguintes informações:

  • Data de vencimento ou declaração de duplicata à vista;
  • Número da fatura;
  • Valor a ser pago em algarismos por extenso;
  • Endereço do comprador e do vendedor;
  • Praça de pagamento;
  • Cláusula à ordem;
  • Declaração assinada do comprador como aceite ou a nota fiscal;
  • Assinatura do emitente.

Neste caso, nenhuma referência bancária precisa ser informada. Já que o banco escolhido para fazer a antecipação entende que está antecipando uma venda e não um boleto. Abaixo, um modelo de duplicata para melhor entendimento:

Amostra de duplicada mercantil por indicação

Diferença entre antecipação e empréstimo

Saber qual é a diferença entre antecipação de recebíveis e empréstimo é essencial para escolher o que é preciso naquele momento. Em toda oferta de crédito, seja ela antecipação ou empréstimo, é feito uma análise de risco.

No empréstimo, o gestor recorre a uma instituição financeira para solicitar um dinheiro que não é dele. Ou seja, é possível fazer esse empréstimo e pagar com uma taxa de juros.

Esta dívida pode ser paga através de parcelamento ou de uma única vez.

Portanto, de acordo com a nota de crédito do solicitante e mediante a uma avaliação, a instituição financeira determina se concederá os valores e com qual taxa de juros.

De fato, esse processo é menos vantajoso para a empresa, já que ela paga um valor mais alto do que embolsou, por conta dos juros.

Entendendo a antecipação de recebíveis

Já com a antecipação de recebíveis, a empresa embolsou um valor que será dela em algum momento. O risco de inadimplência é menor quando comparado aos riscos do empréstimo.

Para a instituição financeira, a avaliação é feita com base em se o cliente irá ou não conseguir pagar o valor tomado.

Na prática, a modalidade com menos custos para a empresa, é a melhor opção. Porém, a antecipação de recebíveis é a opção mais segura para ambas as partes.

Por um lado, o empreendedor mostra que tem condições de quitar a dívida. Por outro lado, a instituição financeira mostra que pode cobrar menos pelo risco.

Sempre que possível, opte pela antecipação de recebíveis. Pelo fato dele ser utilizado em emergências ou necessidade de capital de giro.

De qualquer forma, é bom que se tenha em mente que o controle de fluxo de caixa e um bom planejamento também são necessários.

Em resumo, ter uma boa saúde financeira de seu negócio, com um bom gerenciamento, faz com que a antecipação de recebíveis seja feita de maneira correta.

Vantagens e desvantagens da antecipação

A antecipação apresenta algumas vantagens em relação às outras linhas de crédito, além das baixas taxas de juros já mencionadas acima.

Mas essas taxas de juros só são baixas, pois o dinheiro da antecipação é de uma venda que já foi realizada. Tornando o risco de inadimplência menor.

Mesmo assim, antes de fechar um negócio para antecipação dos recebíveis, é bom que análise de maneira correta as taxas de juros oferecidas pelas instituições financeiras. Essas taxas, somadas ao IOF (imposto sobre operações financeiras) tornam essa opção realmente vantajosa, por tanto, fique atento nesse detalhe.

Outra vantagem é contar com o risco do sacado. O recebimento pode ser feito a vista ou por parte do adquirente de crédito. De fato, isso facilita para ambos os lados.

Além disso, o comprador possui mais poder de negociação, já que o banco irá prover o crédito. 

A parte de negociação de parcelas e vencimentos é feita diretamente com o fornecedor, possibilitando prazos mais realistas.

Enfim, o banco recebe o pagamento a prazo do comprador e possibilita o pagamento a vista para o fornecedor, além da possibilidade de financiamento total da compra.

Desta maneira, o risco da operação está sujeito a apenas uma regra de crédito que, em diversos casos, não atende a todos os fornecedores, necessidades financeiras e tipos de produtos.

Por fim, algumas taxas de juros podem ser um problema para quem precisa de flexibilidade nos pagamentos que o risco do sacado oferece.

Diante do cenário atual, muitas empresas têm tido certas dificuldades para se adequar às novas taxas do mercado.

Desvantagens da antecipação

Porém, nem tudo na antecipação de recebíveis é bom. Essa transação oferece alguns riscos que devem ser analisados.

Se o consumidor que fez uma compra a prazo não honrar com os pagamentos ou praticar algum tipo de fraude, a responsabilidade fica sendo da instituição financeira.

O não pagamento pode acarretar juros e multas sobre a operação, além da desagradável surpresa da inadimplência.

Outra questão que merece atenção tem a ver com o uso contínuo de crédito. Justamente por conta da facilidade de contratação, muitos empreendedores passam a antecipar recebíveis com uma certa frequência.

De fato, isso acaba sendo uma fonte de capital de giro, porém pode comprometer a sua saúde financeira e a sobrevivência da empresa no mercado.

Ou seja, essa facilidade pode servir como um “tapa buracos”, mascarando outras deficiências relacionadas ao planejamento financeiro.

Essa falta de planejamento pode ser comparada com o cheque especial para pessoas físicas, por exemplo. Seu uso contínuo pode acabar se tornando bastante prejudicial.

Qual a maneira correta de usar a antecipação?

O primeiro passo para usar de forma correta a antecipação de recebíveis é saber o que fazer com o valor antecipado.

Em resumo, pode ser muito perigoso fazer uma operação como esta sem um planejamento adequado. Separamos algumas perguntas que é preciso fazer antes de tudo:

  • O que exatamente vai ser feito com o dinheiro?
  • Qual o motivo para usar esse recurso?
  • Qual a finalidade? Pagamento de contas, compra de equipamentos, entre outros.

Todas as alternativas citadas acima são válidas, é possível usar o dinheiro da antecipação para tudo isso. Porém, é preciso saber onde irá usar o recurso de antecipação.

Um deslize pode ser bastante prejudicial para a saúde financeira da sua empresa e, por consequência, entrando em uma dívida ainda maior.

Portanto, antes de começar a pensar na possibilidade, é preciso de um planejamento financeiro.

Este planejamento deve abranger os meses posteriores a antecipação, pois você vai contar com um dinheiro que é recebido mais tarde.

Desta maneira, faça uma projeção de caixa dos meses seguintes, para ter certeza que o valor antecipado não fará falta no futuro.

Todavia, esse tipo de planejamento evita com que a empresa entre em um buraco de dívidas que se torna difícil de sair.

Pensar na saúde do negócio de médio a longo prazo, criando uma planilha financeira com projeções longas, é uma ótima opção. Além de ser uma alternativa para manter as informações reunidas e mais fácil de ser visualizadas.

De fato, a antecipação pode ser uma maneira tentadora de obter capital de giro para a sua empresa. Portanto, é bom que fique atento na hora de solicitar essa ação.

Aqui na Cashforce você entende como funciona de maneira correta, todos esses percalços financeiros, confira esse e outros conteúdos em nosso blog!


assine nossa newsletter

Mantenha-se atualizado com as últimas novidades do Supply Chain Finance

Posts relacionados